Analistas políticos comentam a pandemia no DF

Da redação

Preocupação não é somente com a curva que não baixa, mas com questões econômicas que estão começando a aparecer

Para os analistas políticos Marcos Alexandre e Ueliton Melo, a curva da pandemia do novo coronavírus não está recuando. Na opinião dos jornalistas, o Governo do Distrito Federal tem tomado atitudes enérgicas e com embasamento científico no momento certo. No entanto, a população e o empresariado local precisam ter consciência e fazer sua parte.

“As pessoas só vão ter mais consciência em relação ao problema, quando, infelizmente, um parente contrair a doença e vier a óbito”, lamenta Ueliton. “O comércio e os serviços estão reabrindo, mas o cidadão precisa ter o entendimento de ir para a rua apenas quando necessário. As aglomerações estão ocorrendo. Isso é preocupante”, complementa Marcos.

Para além da pandemia, a preocupação dos analistas diz respeito à questão econômica. Eles concordam que, é preciso ter em mente e começar a implantar uma estratégia de garantia de empregos e renda, pois os principais reflexos da crise atual vai começar a se agravar a partir do próximo semestre. “Teremos uma segunda pandemia, que será econômica, e será uma catástrofe provavelmente ainda maior”, alerta Ueliton.

De acordo com ele, estávamos saindo de uma crise política desencadeada por ingerências da gestão PT à frente do Governo Federal. “A situação reverberou em todos os meios. No entanto, o empresariado estava se reerguendo. A instalação da pandemia foi um duro golpe para o setor produtivo”, avalia.

O problema, porém, é que acreditam estarmos vivendo guerras ideológicas e de egos. “O Executivo quer ter a razão, o Judiciário quer mais ainda e o Legislativo igualmente. Isso tem sido altamente prejudicial ao Brasil”, pondera Marcos Alexandre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui