Diretor diz que o Detran não pode ser visto como punitivo

Da redação

Zélio Maia propõe a humanização, a educação e a inovação

“Quando se fala em Detran, a pessoa já fica meio assustada”, enfatiza Zélio Maia, diretor da instituição. Para o gestor, o objetivo é enfatizar a humanização, a educação e a inovação. “Com isso, vamos mudar o olhar da população”, acredita.

Para Zélio, o Detran não administra carros apenas. “Administra pessoas”. 

Em entrevista ao Programa Conectado ao Poder, da TV União, o gestor diz que, quando chegou ao departamento, em março deste ano, “um dos grandes problemas era a comunicação”.

“Estávamos com contrato de publicidade vencido e, agora, vamos retomar nossas campanhas educativas”, garante. “Vai ter o momento de multar, mas antes precisa-se levar a informação à população”, completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui