Em meio a pandemia, Detran DF digital surge para colocar serviços na palma da mão da população

O diretor-geral do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) Zélio Maia, anunciou que a partir desse mês, mesmo utilizando apenas 50% de sua capacidade na prestação de serviços , por causa da pandemia do novo coronavírus, a autarquia fará a diferença no atendimento da população através da ferramenta digital.

As inovações tecnológicas, desenvolvida em pareceria com a UNB,  fez o Detran-DF se adequar à modernidade e proporcionar mais comodidade à população.

“Cerca de 40 serviços estarão disponíveis até o final deste mês, disse o diretor-geral da autarquia, Zélio Maia.

A novidade está chegando por meio de  um aplicativo disponível no Google Play para dispositivos Android e na Apple Store para dispositivos iOS.

Segundo ele, os usuários poderão consultar os pontos da CNH, a situação do veículo e acompanhar os resultados de bancas examinadoras.

É possível também conferir o endereço dos postos de atendimento da Autarquia e quais as clínicas credenciadas.

“O novo formato que vem sendo implantado  é fazer com que usuário tenha acesso aos diversos serviços sem sair de casa, agendar atendimento nas nossas unidade e com isso acabar com as filas o que irá diminuir o tempo de atendimento ao cidadão”, destacou Zélio Maia.

Ele afirmou que, mesmo usando apenas 50% de sua capacidade de atendimento, regra estabelecida pelo protocolo de segurança, por causa da pandemia do novo coronavírus, o Detran-DF vem vencendo uma demanda reprimida que colocava a autarquia como um dos piores órgãos por causa da má qualidade dos serviços prestados à população.

“Gradualmente esse conceito está mudando. Ha três meses tínhamos apenas 9 serviços no portal. Hoje  já temos 18 e daqui a há 30 dias teremos 40 serviços que estarão na palma da mãos do cidadão levados por meio digital”

“Vir ao Detran não será mais uma exigência como antes. Estamos ajustando todo a nossa tecnologia para que o órgão caiba na palma da mão do usuário que é o nosso principal cliente. Quando acabar essas restrições, provocadas pela pandemia, nós teremos um atendimento certamente bem diferente daqueles que encontramos  há três meses, quando assumi”, pontuou Zélio Maia.

Por Toni Duarte
Fonte: Radar DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui