Candidato a vereador de Valparaíso se compromete em Cartório a reduzir assessores e doar R$ 1.000,00 do salário

Estamos em ano de eleição e nessa época aparecem candidatos de todos os lados, prometendo mundos e fundos. Mas depois que ganham, mudam totalmente. Por isso, pra não cair nesse erro, o candidato a vereador em Valparaíso de Goiás, Professor Luiz Henrique (PDT) resolveu agir diferente para honrar o voto do seu eleitor.

O candidato fez questão de firmar em cartório, nesta segunda-feira (05/10), que se for eleito, vai reduzir em seu gabinete o numero de servidores em 40%. Dos 5 que ele terá direito, o candidato já adiantou que só ficará com 3. 

Com esse corte, o gabinete do Professor Luiz Henrique poderá economizar para os cofres públicos da cidade durante os 4 anos de mandato, cerca de R$ 140 mil. “Precisamos cortar na própria carne e moralizar a política. O eleitor tá precisando de gestos concretos dos seus representantes. Vou lutar para que esse dinheiro economizado seja aplicado na educação básica e nos insumos para saúde”, afirmou o professor.

Outro compromisso firmado ainda pelo postulante, diz respeito à doação mensal de R$ 1.000,00 de parte do salário durante o mandato, dividido para duas instituições de caridade cadastradas no município e que prestam serviços comprovados.

Se eleito, o vereador poderá ajudar pelos próximos 4 anos 96 entidades. Segundo o candidato, essa doação será de grande ajuda para as instituições, que na maioria das vezes não recebem ajuda do governo e passam por apertos financeiros para continuar funcionando.

O Professor Luiz Henrique vai disputar a eleição deste ano junto com outros 386 candidatos, a uma das 13 vagas no legislativo municipal de Valparaíso.

Se dará certo nas urnas, não se sabe. Mas já tem eleitores contentes com o gesto do professor, como é o caso da dona Andréia Cardoso, 47 anos, moradora do bairro Parque São Bernardo. “Nesses 20 anos que moro aqui, nunca tinha visto um candidato fazer isso”, destacou ela.

A iniciativa do candidato talvez inaugure uma nova tendência de se fazer política na cidade. Veja aqui na íntegra o documento.

Resumo: medidas do pacote de austeridade do Vereador

– Corte de 40% dos assessores, gerando uma economia para o município de R$ 2.906,25/mês; R$ 34.875,00 em 12 meses; e R$ 139.500,00 em 4 anos.

– Doação de 1.000,00/mês dividido para duas instituições de caridade por mês.

Fonte: Tribuna do Entorno

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui