“É difícil ser uma criadora de conteúdo negra na internet”, diz digital influencer do DF

Da redação

Brasiliense Agda Carvalho vê o Instagram com uma rede social preconceituosa

Influenciadora digital há seis anos, a brasiliense Agda Carvalho, responsável pelas páginas Nega & Estilosa, nas redes sociais, acredita que a internet ainda cria resistência para criadores de conteúdo negros.

“É difícil ser uma criadora de conteúdo negra na internet”, crava a digital influencer em entrevista ao Programa Conectado ao Poder, da TV União. Na opinião dela, o Instagram, por exemplo, é muito preconceituoso e excludente. “Se sua foto não for legal e bem produzida, a rede não vai te dar tanta importância”, acredita.

Agda começou a produzir conteúdo para as plataformas digitais há seis anos, por influência da filha, que, na época, tinha oito anos. Hoje em dia, com mais de 55,5 mil seguidores, ela vive das publicações que faz no Instagram, no Facebook e no Youtube.

“Ser influenciadora é uma grande responsabilidade. Pois, para escrever algo que vai influenciar alguém é preciso muita pesquisa, para não se postar qualquer coisa na internet”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui