Tecnologia x ser humano: uma realidade

Da redação

Especialista diz que inteligência artificial pode sim ficar autônoma

Leandro Petter Goldschmidt, especialista em inteligência artificial e tecnologia da informação, diz que as máquinas podem sim criar autonomia suficiente para fazer frente ao ser humano. Em entrevista ao Programa Conectado ao Poder, da TV União, ele destacou a importância de criar critérios de aprendizagem para às máquinas.

“É possível que a máquina com excesso de dados venha a ter maior autonomia e desafiar o ser humano”, enfatiza o especialista. “Atualmente a máquina já consegue agregar tantos dados que seja capaz de tomar decisões”, explica. 

De acordo com Goldschmidt, se não criarmos critérios, a máquina começa a decidir o que fazer, com base nas informações que ela tem.

Um exemplo dado foi o filme O Dilema das Redes, que está disponível na Netflix. Na película, a sentença do professor da Universidade de Yale Edward Tufte leva o usuário a se reconhecer como personagem, e não mero espectador, do documentário sobre os impasses de uma era de vícios tecnológicos.

Um conceito importante ressaltado pelo entrevistado é inteligência artificial. Segundo ele, é a capacidade que a máquina tem para aprender, tomar e aplicar decisões. “Os computadores veem adquirindo essa capacidade de forma mais ampla”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui