Praça do Relógio terá R$ 5,5 milhões para reforma e mais acessibilidade

Fundo de Desenvolvimento Urbano do DF autorizou verba para a obra, que inclui renovação do mobiliário urbano e paisagismo do local

A Praça do Relógio, localizada na região central de Taguatinga, receberá investimentos da ordem de R$ 5.561.833,27 para a reforma do local. A verba virá do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Fundurb) e foi aprovada pelo conselho, em reunião virtual, nesta semana.

Conforme o cronograma, serão necessários R$ 400 mil para o exercício ainda neste ano. Já os outros R$ 5.161.833,27 serão para 2024. O montante será destinado às despesas com contratação de empresa para implantação de elementos de acessibilidade, renovação do mobiliário urbano e paisagismo do local.

No quesito acessibilidade, é previsto o nivelamento do piso, além de rotas claras e acessíveis. Quanto ao paisagismo e mobiliário urbano, o projeto abarca a recuperação e implementação de jardins contornados por bancos; recuperação de espelhos d’água; implementação de novo sistema para a fonte luminosa; e instalação de mesas, lixeiras e paraciclos.

“Com o objetivo de preservar e fortalecer a memória histórica da praça, o projeto conta ainda com a recuperação do relógio, marco local, e de algumas áreas, preservando o piso original de pedra portuguesa”, detalha Maurício Canovas, representante da Secretaria de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal (SODF) no Fundurb.

Após publicação das resoluções, o orçamento será passado para a Secretaria de Obras e Infraestrutura do DF. A Praça do Relógio é um importante marco na história de Taguatinga, além de ser uma área com grande circulação de pessoas, por ter acesso ao metrô e às principais linhas de transporte da região.

Setor Comercial Sul

Durante a reunião também foi aprovado recurso de R$ 3.170.936,62 para complementação do orçamento destinado à requalificação urbana da Quadra 5 do Setor Comercial Sul.

O projeto compreende a recuperação do pavimento existente; sinalização viária; paisagismo; execução de calçadas, escadas e rampas; recuperação estrutural de viaduto; e implantação de mobiliário urbano.

A respeito das aprovações, a secretária adjunta de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), Janaina Vieira, explica que o recurso do Fundurb tem a requalificação como um dos seus principais objetivos. “Com a aprovação da verba para a requalificação da Praça do Relógio e para terminar as obras do Setor Comercial Sul, estamos cumprindo esse papel social de poder destinar e qualificar os espaços públicos do DF”, pontua a secretária.

A secretária adjunta acrescenta que, com a reforma da Praça do Relógio, somada às obras do Túnel de Taguatinga e do Boulevard, será possível melhorar a qualidade de vida dos cidadãos na área central de Taguatinga.

Fundurb

O Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal é um conselho que visa a captação e destinação de recursos para programas e projetos de desenvolvimento urbano. A receita do fundo é constituída pela Outorga Onerosa da Alteração de Uso (Onalt) e Outorga Onerosa do Direito de Construir (Odir).

Nas áreas de atuação, estão listadas, por exemplo, projetos de regularização fundiária das zonas urbanas; implantação de equipamentos de infraestrutura urbana; implantação de equipamentos comunitários; urbanização de espaços públicos; entre outras.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento de Urbano e Habitação

Fonte: Agência Brasília

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui