Proposta quer proibir GDF de patrocinar “arte” que despreze mulheres



Uma proposta de lei de autoria da deputada distrital Luzia de Paula (PSB) pretende proibir que o Governo do Distrito Federal “apoie, financie ou contribua com recursos para eventos ou artistas que executem músicas, danças ou coreografias que atentem contra a dignidade das mulheres”. A matéria foi aprovada por maioria, na terça-feira (19/9), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e seguirá para o plenário da Câmara Legislativa.

Na justificativa apresentada pela parlamentar no Projeto de Lei n° 129/2015, ela diz que “infelizmente, nos deparamos com músicas que menosprezam o valor das mulheres, colocando-as em posição inferior aos homens, como se fossem mero objeto destinado a atender interesses sexuais”. Ainda de acordo com a deputada, “as letras dessas músicas costumam incentivar a violência contra o sexo feminino”.

A proposta também se estende, nos mesmos termos, a idosos, afrodescendentes, homossexuais e pessoas com deficiência. Ela prevê ainda que o descumprimento da lei por empresas ou artistas acarrete multa de R$ 1 mil. Em caso de reincidência, serão proibidos de contratar com o GDF por um ano e deverão pagar o valor da multa em dobro.

Fonte: Metrópoles

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFrente “Unidos para Mudar Goiás” realiza novo encontro em Cidade Ocidental
Próximo artigoLuzia de Paula tem cinco projetos aprovados na CCJ
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code