PSDB decide adiar votação das prévias

Após instabilidade em sistema de votação, tucanos decidem sispender escolha

Candidatos do PSDB para representar o partido em 22 no pleito à Presidência  – Foto: Reprodução Instagram

O PSDB decidiu suspender a realização das prévias presidenciais neste domingo (21), em consequência de falhas no aplicativo pelo qual os filiados registravam seus votos. O partido ainda não definiu uma nova data para retomar o processo.

O presidente da legenda, Bruno Araújo, divulgou uma notal oficial para anunciar a decisão, tomada após uma reunião com a presença dos três candiatos – os governadores Jão Doria (São Paulo), que abandonou o encontro no meio, Eduardo Leite (Rio Grande do Sul) e Arthur Virgílio.

“O PSDB definirá nova data para reabertura do processo de votação para que todos os filiados que não puderam votar neste domingo possam, com tranquilidade e segurança, registrar o seu voto e concluir a escolha do nosso candidato às eleições presidenciais de 2022”, diz a nota do presidente.

Ainda de acordo com o comunicado oficial da sigla, os votos registrados hoje serão “estão preservados e o PSDB está definindo, junto com os candidatos, em que momento o processo será retomado”.

O aplicativo em questão vem apresentando instabilidade desde a semana passada. Hoje, mais cedo, em consequência do problema, o partido já havia estendido o horário de conclusão das prévias, de 15h para 18h.

Antes de se reunir com os adversários e Bruno Araújo, Doria publicou em suas redes sociais: “Queremos prévias, lisura e que todos os filidaos cadastrados tenham direito ao voto!”.

Durante a reunião, ocorrida na sede do partido em Brasília, os candidatos divergiram sobre a melhor saída para a situação. A conversa transcorreu em clima tenso. Irritados, o governador paulista e sua comitiva, assim como Virgílio, abandonaram o encontro.

Ate àquela altura, estava prevista um entrevista coletiva de Doria e Virgílio. Ao deixarem a reunião, se limitaram a dizer apenas que não falariam mais com a impressa. Virgílio não escondeu o descontentamento. “Fizeram uma reunião para não decidir nada”, queixou-se.

Doria era favorável à extensão do prazo de votação até o dia 28, domingo que vem. Eduardo Leite, contudo, defendeu que a decisão ficasse com a Executiva Nacional do PSDB.

Fonte: Folha de Pernambuco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui