“Saúde é uma prioridade para o governador Ibaneis Rocha”, afirma secretária de saúde do DF

Da redação do Conectado ao Poder

Durante o ano de 2020, a pandemia do covid-19 trouxe muitos prejuízos para a população nacional. No Distrito Federal, o setor do comércio, cultura, esporte e educação também tiveram perdas e danos significativos. Entre os abalos, a Secretária de Saúde do DF também teve prejuízos. As cirurgias eletivas tiveram que ser interrompidas por tempo indeterminado.

Em 2023, segundo dados da Secretaria de Saúde do DF, 38 mil cirurgias já foram realizadas, e 23 mil sendo referentes a procedimentos que apresentavam situação de emergência. Segundo a secretária de saúde, Lucilene Florêncio, o grande percentual de operações se deve ao interesse do governo de Brasília (GDF) em melhorar e investir na área. “A saúde é uma prioridade para o governador Ibaneis Rocha é uma das principais orientações têm sido intensificar a produção cirúrgica”.

Cobertura vacinal no DF

Em 2023, as unidades da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) já aplicaram 1,5 milhões de doses da vacina contra a covid, gripe e outras doenças. Mas ela ainda pretende imunizar muito mais pessoas. Isso porque o Ministério da Saúde vai disponibilizar um montante de R$ 1,4 milhão para ajudar no apoio às campanhas de vacinação. O valor vai ser repassado em duas vezes, a primeira está prevista para chegar em setembro, correspondendo a 60% do valor e a outra referente a 40% da verba.

Na primeira etapa o objetivo é traçar estratégias para imunizar pessoas que por algum motivo não têm acesso às doses. A segunda será enviada após as secretarias preencherem um formulário eletrônico especificando como esse trabalho será realizado. Além disso, os profissionais de saúde do DF também passaram por um treinamento, com o foco no planejamento da vacinação. O intuito é aumentar o alcance vacinal de estados e municípios brasileiros.

Telemedicina na UBS

A Secretária de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) fez uma parceria junto ao Hospital Israelita Albert Einstein. O acordo prevê o atendimento de pacientes de Brasília por profissionais de São Paulo.

A iniciativa é possível graças ao atendimento agendado de telemedicina. Um médico de família e comunidade fica ao lado do paciente para lhe auxiliar nas informações e no que for preciso. Momentaneamente, do outro lado do computador, outro médico faz o atendimento.

As UBSs do Gama, Santa Maria, Guará, Lago Norte e Paranoá estão ofertando a modalidade. Entre as especialidades estão clínicas de psiquiatria, pneumologia, pediatria, cardiologia, neurologista clínica, reumatologia e endocrinologia. O objetivo é garantir mais rapidez e comodidade para quem mais precisa de atendimento.

As consultas por telemedicina são previamente acordadas com o paciente ou sua família. De qualquer forma, o médico sempre faz a indicação de um atendimento presencial quando julgar necessário.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui