PMDB entre tapas e beijos

pitimanCom resultados de pesquisa de imagem nas mãos, o deputado Luiz Pitiman anda cada vez mais contrariado com seu partido, o PMDB. Acha que não há correspondência local ao respaldo com que conta na direção nacional — recebeu em casa, na semana passada, o vice-presidente Michel Temer, o presidente do partido, Waldir Raupp, o líder Henrique Eduardo Alves e ao menos 60 companheiros de bancada.

Potencial desprezado

No entanto, diz, não recolheu qualquer sinal de que a seção regional do PMDB reconheça seu capital para o futuro. “Bastaria”, afirma, “que o partido admitisse que posso ser seu instrumento para chegar lá”. Pitiman tem sido cortejado por outras legendas.

Fonte: Do alto da torre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui