Senado forma comissão de juristas que atualizará Código Civil. Entenda

Rodrigo Pacheco assinou, nesta quinta-feira (24/8), ato para a instalação da comissão de juristas responsável por apresentar um anteprojeto de atualização do Código Civil

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, assinou, nesta quinta-feira (24/8), ato para a instalação de uma comissão de juristas responsável por apresentar um anteprojeto de atualização do Código Civil (Lei 10.406, de 2002). Os trabalhos terão como líder o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão.

O Código Civil foi sancionado em 10 de janeiro de 2002 e entrou em vigência um ano depois, em 11 de janeiro de 2003, substituindo o código anterior, de 1916. Na avaliação do presidente do Senado, o Código trouxe avanços consideráveis, mas a atual legislação precisa acompanhar as mudanças promovidas pelas transformações das relações sociais.

O advogado Carlos Vieira é um dos juristas membros da comissão. Ele ressalta que o Código Civil Brasileiro é fruto de um trabalho minucioso e complexo que visou unificar e modernizar as leis que tratam das interações cotidianas dos cidadãos. “Desde sua criação, ele tem desempenhado um papel crucial na organização da sociedade, estabelecendo direitos e deveres, regras para contratos, propriedade, família, sucessões e obrigações”, afirma o mestre em direito.

“A história do Código Civil reflete a evolução social, econômica e cultural do Brasil ao longo das décadas. Suas atualizações e revisões ao longo dos anos demonstram a capacidade de adaptação do sistema legal às mudanças na sociedade e no ambiente global. A legislação continua a ser uma base sólida para a resolução de disputas, a promoção da justiça e a garantia de equidade nas relações pessoais e comerciais”, completa o jurista.

Paraibano, mas criado em Brasília, Carlos Vieira é especialista em Processo Civil e em Direito Civil. Com sua experiência, o advogado acredita que agregará valor na comissão ao “trazer essa visão prática da implementação das leis”.

Temas possíveis de atualização

A atualização do Código Civil é necessária para oferecer maior segurança jurídica a certos temas sobre os quais o Judiciário acaba tendo que legislar eventualmente.

Outras matérias que podem ser estudadas na comissão são a atualização na área do Direito de Família, contratos em geral, inventário, partilha, regime de bens, seguros e Direito Empresarial.

Nomes escolhidos para a Comissão

Os nomes de juristas selecionados para compor a comissão que atualizará o Código Civil são:

  • Ministro Luis Felipe Salomão – presidente
  • Marco Aurélio Bellizze Oliveira – vice-presidente
  • Professor Flávio Tartuce – relator
  • Desembargadora Rosa Maria de Andrade Nery – relatora
  • Ministro Marco Buzzi
  • Ministra Maria Isabel Diniz Gallotti Rodrigues
  • Ministro César Asfor Rocha
  • Ministro João Otávio de Noronha
  • Professora Angélica Luciá Carlini
  • Consultor legislativo do Senado Carlos Eduardo Elias de Oliveira
  • Professora Claudia Lima Marques
  • Juiz Daniel Carnio
  • Professor Edvaldo Brito
  • Professor Flávio Galdino
  • Professora Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka
  • Professor Gustavo José Mendes Tepedino
  • Professor José Fernando Simão
  • Professora Judith Martins-Costa
  • Professora Laura Porto
  • Desembargador Marcelo de Oliveira Milagres
  • Desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo
  • Ex-presidente da OAB Marcus Vinicius Furtado Coêlho
  • Professor Mario Luiz Delgado Regis
  • Desembargadora Maria Berenice Dias
  • Desembargador Moacyr Lobato de Campos Filho
  • Procurador de Justiça Nelson Rosenvald
  • Juiz Pablo Stolze Gagliano
  • Juíza Patrícia Carrijo
  • Professora Paula Andrea Forgioni
  • Professor Rodrigo de Bittencourt Mudrovitsch
  • Professor Ricardo Campos
  • Professor Rolf Madaleno
  • Juiz Rogério Marrone de Castro Sampaio
  • Advogado Carlos Antônio Vieira Fernandes Filho
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui