Veja o que muda no trânsito durante a Marcha das Margaridas 

Esplanada dos Ministérios será fechada a partir das 23h45 desta terça-feira (15); PMDF acompanhará o evento, que contará com espaço de atendimento da Secretaria de Saúde

Brasília recebe nesta terça (15) e na quarta-feira (16) a sétima edição da Marcha das Margaridas, que reúne mulheres trabalhadoras rurais do campo e da floresta em busca de visibilidade, reconhecimento social e político e cidadania plena. A estimativa da organização é reunir mais de 100 mil participantes. Devido ao evento, a partir das 23h45 de terça, a Esplanada dos Ministérios estará fechada.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) preparou um esquema especial de trânsito com pontos de bloqueio na área central da cidade, a partir das 7h de quarta-feira (16), para garantir segurança, mobilidade e a fluidez no trânsito. Os motoristas devem ficar atentos, pois o fechamento da Esplanada dos Ministérios será nos dois sentidos (S1 e N1), na altura da Catedral Metropolitana (L2).

Alterações

“Na quarta, está prevista a saída às 7h do Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade; elas descerão em duas faixas, e uma terceira faixa será utilizada pela PMDF como faixa de segurança”, explica o comandante de Policiamento de Trânsito da PMDF, coronel Edvã de Oliveira. “A PM fará todo o acompanhamento até a Esplanada e na concentração no Teatro Nacional.”

Na Esplanada, os participantes se deslocarão até a Avenida José Sarney, onde serão instaladas estruturas provisórias – palco, banheiros químicos, camarins, geradores -, a cargo da organização do evento. No decorrer da marcha, o trânsito será fechado em alguns pontos das vias para garantir a chegada dos manifestantes. Não será permitido o acesso à Praça dos Três Poderes. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP), a liberação das vias para o trânsito de veículos ocorrerá após avaliação técnica. O Departamento de Trânsito do DF (Detran), afirma que todo o planejamento foi previamente discutido e acordado em reunião de trabalho da SSP com os organizadores e os representantes das instituições, órgãos e agências locais e federais envolvidos na Marcha das Margaridas.

Atividades

A programação começa nesta terça-feira (15), com uma sessão solene no Senado Federal a partir das 9h. Às 14h, está prevista a chegada das primeiras delegações, e se encerra com uma passeata na quarta-feira (16), saindo do Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, local em que as participantes da marcha ficarão acampadas, até o Congresso Nacional. 

Representantes da Secretaria de Saúde do DF (SES) estarão presentes com o espaço Educar & Cuidar da Saúde, na área interna e externa do Pavilhão de Exposição. O local oferecerá conversas, práticas integrativas e fitoterápicas, práticas populares de cuidado e um espaço clínico de atenção à saúde, com um ambulatório. O atendimento funcionará das 8h às 12h e das 14h às 19h. 

“A SES fará a atenção primária à saúde, com práticas integrativas e terapias”, detalha a coordenadora de Atenção Primária da secretaria, Fabiana Fonseca. “O Samu [Serviço Móvel de Urgência] estará presente para atendimento, assim como os hospitais próximos ao local de realização do evento foram informados para caso de emergência e urgência. Além disso, estaremos com o estande de vacinação para imunizar aqueles que desejarem.”

Transporte coletivo

De acordo com a Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF (Semob), não haverá alteração na programação dos ônibus, que circularão com tabela de dia útil e seguirão nas vias autorizadas para deslocamento alternativo, devido ao fechamento da Esplanada, seguindo as orientações das autoridades de trânsito.

Recomendações

Aos manifestantes e demais participantes da marcha, é vedada a utilização de instrumentos capazes de produzir lesões corporais e danos ao patrimônio por parte dos participantes do evento, como mastros de bandeiras em material de cano PVC, material metálico, madeiras ou assemelhados a estes, garrafas e utensílios de vidro, facas, canivetes e objetos pontiagudos, mesmo que para uso doméstico. 

Tudo está sendo feito em conformidade com o decreto distrital nº 44.189, de 6 de fevereiro de 2023, regulamentando a lei distrital nº 6.647, que “proíbe o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos ou qualquer artefato pirotécnico que produza estampidos no Distrito Federal”. Durante a marcha, é recomendado o uso de roupas confortáveis, filtros solares e produtos para hidratação corporal.

Com colaboração da SSP

Fonte: Agência Brasília

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui