Escolha de Patrício no quebra-cabeças do PT

Cabo-Patricio_fotoElzaFiuza-300x199O deputado Patrício (foto), ex-presidente da Câmara Legislativa, poderá ficar fora do governo. Embora já se tivesse conversado — e muito — sobre sua ida para uma secretaria, a negociação pode dar em nada. Existe aí um dedinho da direção do PT. A pasta politicamente mais indicada para Patrício é a do Desenvolvimento Social. Está, porém, na órbita da deputada Arlete Sampaio, líder do Governo na Câmara Legislativa, e entregá-la a Patrício  mexeria em toda a engenharia política interna do partido.

Desenvolvimento Social não sai do tabuleiro

Nos últimos contatos entre Patrício e o governador Agnelo Queiroz voltou-se a mencionar o ingresso do distrital no Executivo. Embora seja do conhecimento de Patrício que até a direção nacional do PT mobilizou-se numa tentativa de manter os espaços de Arlete, a Secretaria de Desenvolvimento Social não foi excluída do jogo.

Alternativa mais que duvidosa

Uma alternativa para Patrício, hoje, seria a Secretaria de Governo. O atual secretário Gustavo Ponce de Leon pertence ao grupo político do antecessor Paulo Tadeu, que por sua vez é aliado de Patrício.  Só faria sentido a ida do deputado para lá, entretanto, caso voltasse a centralizar a articulação política do Buriti. Não há sinais de que isso interesse ao governador, antes muito pelo contrário.

Tempo na Câmara

Embora obviamente tenha interesse em uma definição, Patrício já avisou ao governador que ainda há muito a ser feito na Câmara. Sua presença é importante.

Fonte: Do alto da torre

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEliana, Cristovam e Reguffe juntos?
Próximo artigoO papel do marketing na ação política
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code