MPF denuncia ex-deputados André Vargas, Luiz Argolo e Pedro Corrêa por corrupção

3885830-high.jpegO Ministério Público Federal anunciou nesta quinta-feira o bloqueio de R$ 544 milhões de empreiteiras e empresas citadas no esquema de corrupção envolvendo a Petrobras e investigado pela operação Lava Jato.

O procurador da República, Deltan Dallagnol, afirmou em entrevista à imprensa em Curitiba, que 13 pessoas foram acusadas nesta fase da investigação, entre eles quatro ex-deputados federais. Os políticos envolvidos são os ex-deputados André Vargas, que pertencia ao PT, Luiz Argolo (SD-BA), Pedro Corrêa (PP) e Aline Corrêa (PP).

O MPF informou ainda que o total de reparação pedida no âmbito da operação chega a R$ 6,77 bilhões, superando os R$ 6,1 bilhões de propina declarados pela Petrobras e que recursos devolvidos ou bloqueados na Lava Jato somam R$ 2,5 bilhões.

“Tomamos conhecimento de decisões determinando bloqueio de R$ 241 milhões da propriedade da Camargo Corrêa e da Sanko… e R$ 302 milhões relativos à Galvão Engenharia”, disse Dallagnol.

Fonte: Metro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code