Abertas inscrições para curso sobre atendimento a vítimas de violência doméstica

Escola do Governo oferece vagas para a capacitação Ressignificar: proteção integral às mulheres; inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 10

A Escola de Governo do Distrito Federal (Egov) está com inscrições abertas para o curso Ressignificar: proteção integral às mulheres, voltado para capacitar servidores públicos no atendimento especial às vítimas de violência doméstica. Lançada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), a formação visa qualificar profissionais da própria pasta e das forças de segurança, além da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) e da Subsecretaria do Sistema Socioeducativo, vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). A atividade também é extensiva a todos os demais servidores da administração pública que tenham interesse no tema.

“O enfrentamento à violência doméstica é pauta prioritária para todo o Governo do Distrito Federal. Desta forma, firmamos parcerias com as mais diferentes secretárias para proporcionar a todo servidor público, em especial aos de segurança pública e do sistema penitenciário e socioeducativo, uma formação mais completa, que vai além do atendimento ou prisão do autor da violência. O foco principal é mostrar o encaminhamento e os protocolos corretos para atendimento e acolhimento de vítimas”, ressalta o secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar.

O curso Ressignificar terá turmas online mensalmente. Para 2024, a meta é formar 12 turmas. “Esse curso é de extrema importância. É crucial que os servidores estejam bem preparados para lidar com situações de violência quando forem acionados. A abertura para todos os funcionários públicos interessados em participar mostra um compromisso com a conscientização e a disseminação do conhecimento sobre esse tema”, afirmou Juliana Tolentino, diretora-executiva da Egov.

As inscrições estão abertas até 10 de abril. As atividades do primeiro ciclo começam em 15 de abril e seguem até 16 de maio. A primeira aula do curso em educação à distância (EaD) é sobre o “Contexto histórico da violência, agressividade e conflito”, tema desenvolvido pela capitã Mônica Pontes, coordenadora-geral do Programa de Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar (Provid).

Mônica destaca que o curso ajudará os servidores a identificar precocemente casos de violência doméstica: “É crucial que as mulheres entendam quando estão sofrendo violência, pois muitas vezes elas têm dificuldade em se perceber como vítimas. Isso é especialmente relevante porque a violência doméstica ocorre em um contexto privado, tornando nossa atuação muito complexa, e também envolve toda a questão da cultura social”.

Serviço

Curso Ressignificar: proteção integral às mulheres

→ Modalidade – Educação à distância
→ Inscrições – até 10/4
→ Realização – de 15/4 a 16/5
→ Carga horária – 20 horas
→ Inscrições – Clique aqui

*Com informações da Escola de Governo (Egov)

Fonte: Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui