Adasa na Escola fecha o mês da Água com mais de 7 mil alunos atendidos

- Publicidade -

O Programa Adasa na Escola fechou o mês de março, marcado pelas comemorações em alusão ao Dia Mundial da Água, com visita ao CEF 301 do Recanto das Emas, onde 847 alunos e 40 professores puderam conhecer as dinâmicas socioeducativas do Programa.

“Esse ano estamos trabalhando em parceria com o Corpo de Bombeiros Militares. Então, muitos Centros de Ensino Fundamental, que são escolas grandes com muitos alunos, solicitaram a nossa palestra, para pontuar na IV Gincana da Sustentabilidade”, destacou o coordenador do Programa, Miguel Sartori.

Segundo Sartori, foi um grande desafio atender o público do 6º ao 9º ano, uma vez que o programa tem como foco maior as séries iniciais. “Por outro lado, o número de alunos atendidos foi enorme, talvez um recorde do Programa para o mês de março! O mês da água foi intenso, mas excelente! Estamos muito satisfeitos”, comemorou.

- Publicidade -

Neste ano, já foram realizadas 40 palestras, que contemplaram 8.989 alunos e 382 professores, em 18 escolas do Distrito Federal. Além disso, foram recebidos 79 novos cadastros de escolas interessadas na aula-espetáculo.

De acordo com a diretora da Escola Aspalha, Juliana Cândida Pereira, o Adasa na Escola é uma iniciativa que trouxe inúmeros benefícios para a sensibilização das crianças em relação ao descarte adequado do lixo, à preservação do meio ambiente e ao papel delas como agentes transformadores na busca por um futuro mais sustentável.

“As crianças não apenas absorveram conhecimento teórico sobre a importância da preservação ambiental, mas também foram estimuladas a refletir sobre suas próprias práticas e ações no dia a dia”, explicou a diretora.

Para Juliana, as atividades educativas propostas pelo programa proporcionaram às crianças uma compreensão mais profunda dos impactos negativos que o descarte inadequado pode causar ao meio ambiente e à saúde pública. “Por meio de atividades práticas, como mutirões de limpeza, plantio de árvores e criação de hortas escolares, as crianças puderam vivenciar na prática o poder de suas ações. Elas aprenderam sobre a importância da coleta seletiva, da reciclagem e da redução do consumo, tornando-se multiplicadores desses conhecimentos em suas comunidades”, compartilhou.

A diretora destacou ainda que outro aspecto fundamental promovido pelo Adasa na Escola é a integração entre a escola, as famílias e a comunidade. “O projeto não se limita ao ambiente escolar, mas busca envolver todos os atores sociais relevantes para promover uma mudança efetiva de comportamento”, acrescentou.

O Programa

Desde 2010, o Adasa na Escola já realizou mais de 2 mil palestras em 711 visitas nas escolas das redes pública e particular, alcançando mais de 335 mil alunos e mais de 11,6 mil professores.

Voltado para alunos e professores dos ensinos infantil e fundamental, o programa de educação ambiental conta com metodologia e ferramentas específicas desenvolvidas pela equipe da Agência. 

Contação de histórias, apresentação musical, brincadeiras e exibição de desenho animado compõem o quadro de ações para incentivar crianças e adolescentes a se tornarem Guardiões da Água e atuarem como multiplicadores de práticas de uso racional da água e destinação correta de resíduos.

Além disso, o Adasa na Escola disponibiliza materiais gratuitos para que as escolas possam trabalhar temas relacionados à sustentabilidade e ao uso racional da água junto aos alunos. São diversos vídeos, livros e cartilhas passíveis de serem trabalhados com alunos de séries iniciais e finais. É o caso do Laboratório do Henrique, um caderno de atividades voltado para os estudantes do 6° ao 9° ano, adicionado recentemente à biblioteca virtual do Programa.

Até o final do ano, a meta do Adasa na Escola é sensibilizar cerca de 25 mil pessoas em escolas e eventos sobre o tema. 

Interessados em agendar uma visita da equipe e/ou baixar materiais didáticos disponíveis devem acessar o www.adasanaescola.df.gov.br.

Fonte: Adasa-DF

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui