Candidato, mas com cautela

Paulo OctavioAinda filiado ao DEM, mas negociando seu ingresso em outras legendas, o ex-vice-governador Paulo Octávio deve mesmo disputar as eleições do ano que vem. Mas não tem pressa em definir sua filiação. Lembra que o prazo legal para isso só se esgota em setembro e até lá muita coisa pode

acontecer na política. Entre a muita coisa, citam interlocutores seus, está a proibição de coligações em eleições proporcionais, a caminho de aprovação no Congresso. É certo, porém, que deverá ter o controle do partido pelo qual optar.

Ex-deputado federal, ex-senador, ex-vice-governador, Paulo Octávio recorda que, em seu passado político, sempre se saiu bem quando controlava a situação. Foi o caso do PFL, depois DEM. Assumiu a presidência regional quando a legenda estava mal e levou-o à condição de maior partido do Distrito Federal. Paulo Octávio não diz, mas só se atrapalhou na política quando não estava no comando. Viu-se emparedado no falecido PRN, aquele de Fernando Collor, à época sob comando do rival Luiz Estevão. E, quando vice, aconteceu o que aconteceu.

Fonte: Coluna do alto da torre / Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui