Chefe da FromSoftware fala sobre remake de Bloodborne; confira

Existem tantas estrelas no céu quanto rumores sobre um remake/remaster de Bloodborne — ou até mesmo um potencial lançamento em outras plataformas, como Xbox e PC. O fato é que há uma grande demanda para que isso aconteça, mas a decisão parece estar nas mãos da FromSoftware.

Hidetaka Miyazaki, chefe do estúdio japonês que popularizou o gênero soulslike, falou sobre essa possibilidade recentemente em entrevista ao Eurogamer. Ele se diz “muito feliz” em ver o anseio dos fãs por um remake de Bloodborne — que foi lançado apenas para PlayStation 4 em 2015.

“É um título que valorizamos tanto quanto os nossos fãs”, explicou o desenvolvedor, que já dirigiu jogos como Demon’s Souls, Dark Souls, Elden Ring e, claro, o próprio Bloodborne. “Fico muito feliz em ver que ainda há tantas pessoas apaixonadas por ele”.

Diretor de Bloodborne está "muito feliz" com o interesse dos fãs em um potencial remake da obra.Diretor de Bloodborne está “muito feliz” com o interesse dos fãs em um potencial remake da obra.Fonte:  PS Store 

Embora esteja encantado com o entusiasmo dos fãs com o potencial remake, Miyazaki desconversou sobre o assunto e não comentou diretamente sobre as chances de isso acabar acontecendo.

“Resumindo, fico muito feliz em ver que é um título com muitas lembranças específicas, tanto para mim quanto para a equipe que trabalhou nele”, contou Miyazaki. “E quando vemos essas vozes apaixonadas na comunidade, é claro que nos emocionamos, nos sentimos muito afortunados por isso e por ter essas memórias”.

Quem sabe na próxima geração…

Apesar de não dar nenhuma faísca de esperança aos fãs ansiosos por um remake de Bloodborne, Miyazaki sugeriu que um “novo hardware é definitivamente parte do que dá valor a esses remakes”.

Miyazaki desconversa, mas não descarta a possibilidade de um remake de Bloodborne.Miyazaki desconversa, mas não descarta a possibilidade de um remake de Bloodborne.Fonte:  PS Store 

“Coisas que você não conseguiu alcançar nas gerações anteriores de hardware, maneiras pelas quais você não conseguiu renderizar expressões específicas, [o novo hardware] às vezes torna isso possível”, explicou o desenvolvedor.

“No entanto, eu não diria que isso é tudo”, continuou. “Acho que do ponto de vista do usuário, o hardware moderno também permite que mais jogadores apreciem todos os jogos. E assim, acaba sendo um motivo simples, mas como jogador, acho que a acessibilidade é importante”, completou Miyazaki.

Quem sabe o remake de Bloodborne não aparece no fim da geração do PS5 — ou no PS6, não é mesmo? Estamos prontos para isso, FromSoftware! Bom, enquanto isso não acontece, alguns fãs por aí deram um jeitinho de fazer o jogo rodar no PC, através de um emulador de PS4 — e com a tão sonhada opção de 60 FPS.

E você? Ansioso para que isso aconteça algum dia? Comente nas redes sociais do Voxel!

Fonte: TecMundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui