“Hospital de Águas Lindas terá nova licitação ainda em dezembro”, afirma Caiado

Da redação

Caiado afirmou que não fará nenhuma inauguração pela metade e que determinou aos seus secretários que inaugurações terão que ser completas

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), concedeu entrevista para o Conectado ao Poder onde falamos sobre a saúde pública na região do Entorno. Caiado que atualmente é o único médico a governar um estado no Brasil é sensível quando se trata da saúde e reconhece que a região do Entorno não avançou no tema, nas duas últimas décadas.

Hospital de Águas Lindas

“Quando assumi o governo recebi a notícia de que a empresa que estava tocando a obra do Hospital de Águas Lindas estava endividada e com recursos a receber do Estado de Goiás, tentamos resolver a situação, mas em seguida a empresa decretou falência. A empresa que ficou em segundo lugar na licitação nos informou que não conseguiria tocar a obra nos valores antigos por uma série de problemas, um deles é que a obra foi realizada em cima de uma área que tem um afloramento d’água que está comprometendo o solo e as paredes e será necessário fazer um sistema de drenagem”, disse Caiado.

O governo estadual tentou acrescer em 20% o valor da obra, que é permitido por lei, porém para concretizar a obra eram necessários mais recursos. “A procuradoria nos comunicou que não era possível e tivemos que realizar uma nova licitação, que será realizada no dia 30 de dezembro”, comemora.

Caiado falou sobre os custos de cada hospital em Goiás. “É preciso que eu tenha condições financeiras para arcar com o hospital. Cada hospital que estadualizei, já estadualizei sete hospitais, cada hospital custa R$ 10 milhões por mês, um pelo outro”.

Quando o hospital é estadualizado o governo estadual tem que arcar com os custos de todo pessoal da limpeza, área de saúde e estrutura hospitalar. Caiado afirmou que os sete hospitais possuem UTI’s e que todos são de médio e alguns de alta complexidade.

Hospital em Valparaíso

Caiado afirmou que o empresário e ex senador do Distrito Federal, Paulo Octávio, entrou em contato com ele para doar um projeto para a construção de um Hospital em Valparaíso.

“Temos que ser bem claros com a população. Agradeço o projeto, mas o morador do Entorno não acredita mais em promessa. Determinei para meus secretários que só inauguro o que estiver funcionando”, disse Caiado.

Nesse momento, o Estado de Goiás não tem orçamento. Goiás está bloqueado pelo Tesouro Nacional e não pode fazer empréstimos. Caiado afirmou que se pudesse fazer empréstimos, faria e tocaria a obra imediatamente.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui