Edmundo exalta Flamengo e cobra saídas no Vasco: “Não servem”

- Publicidade -



Edmundo

Ex-atacante repercute Vasco 1 x 6 Flamengo pelo Brasileirão – Reprodução/YouTube

Edmundo não escondeu sua revolta após o Vasco ser goleado por 6 a 1 pelo Flamengo, neste domingo, pela sétima rodada do Brasileirão Série A. De virada, o Cruzmaltino sofreu sua maior derrota no clássico e viu Álvaro Pacheco estrear com o pé esquerdo. No canal Mundo Ed, no YouTube, o ex-atacante repercutiu o resultado elástico.

Em recado para o presidente Pedrinho, o ídolo vascaíno espera que o amigo possa desenvolver um projeto esportivo, cenário este que possui o rival. Dentro de campo, destacou a diferença técnica entre os dois elencos.

“Espero que o Pedrinho tome conta do futebol do Vasco de uma vez por todas, que comece a trabalhar num projeto esportivo porque tem ao menos dez jogadores que não servem para o Vasco e estão lá no elenco. Foram contratações equivocadas, o Flamengo tem no banco o Léo Ortiz. Léo Pereira machucado e mesmo assim a zaga do Flamengo é melhor, os dois que jogaram hoje seriam titulares”, afirmou Edmundo.

“Então, tem muita coisa errada. É claro que o Flamengo está mais organizado, tem mais dinheiro, tem um orçamento maior, mas tem projeto esportivo. Eles estão bem, o time é bom e vão atrás do melhor técnico do Brasil, atrás de jogadores importantes. Tem reservas do mesmo nível e o resultado foi o que vimos hoje”, acrescentou.

Na tabela do Campeonato Brasileiro, o Vasco aparece em 13ª lugar com seis pontos, mas pode ainda perder posições dependendo da conclusão da rodada. O próximo compromisso da equipe está marcado para o dia 13, contra o Palmeiras, às 21h30, no Allianz Parque.

Edmundo critica decisão de Álvaro Pacheco

A estreia de Álvaro Pacheco no comando do Vasco foi bastante indigesta. Edmundo reprovou a estratégia escohida pelo português, permitindo assim que o Flamengo tivesse amplo domínio no setor do meio-campo. O treinador assumiu responsabilidade pelo resultado.

“O resultado aconteceu e eu sou o responsável enquanto treinador. Foi um resultado que não queríamos. Aquilo que foram os primeiros minutos, começamos muito bem. Conseguimos equilibrar, fomos capazes de marcar um gol e tivemos chances de fazer o segundo. Depois que sofremos o gol a equipe perdeu um pouco o controle emocional. Tenho que pedir desculpas”, disse.



Fonte: Torcedores

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui