Em Novo Gama, oposição usa auditoria para antecipar campanha



tcmMatérias veiculadas na imprensa colocam o município de Novo Gama na berlinda, condenado e culpado sem nem mesmo ter havido uma averiguação ou condenação. O fato é que o TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, quando se depara com uma duvida sobre qualquer gasto referente aos municípios do estado de Goiás, tem por obrigação abrir uma auditoria, que nada mais é do que uma averiguação dos fatos.

A auditoria, iniciada na última segunda-feira (24/11) tem a finalidade de emitir um relatório para averiguar se houve algum erro no processo de compra. Após o termino da auditoria os profissionais do TCM tem um prazo de 10 dias para emitir este relatório, que pode ser uma orientação para a prefeitura se adequar, pode constatar que houve algum erro ou pode detectar que nada de errado tenha acontecido. Até então, temos uma auditoria em andamento, sem culpados, apenas isto.

Numa destas matérias veiculadas pela imprensa, houve um comparativo entre os gastos do município de Novo Gama e o município de Goiânia. Matéria esta que gerou comentários negativos e foi na verdade um grande erro.

Tomamos a liberdade de verificar o Portal do Cidadão, no site do TCM e além dos gastos do município de Goiânia, verificamos de Valparaiso e de Luziânia e os números encontrados foram bem diferentes daqueles divulgados na imprensa. Lembramos que qualquer cidadão pode entrar no site do TCM, no Portal do Cidadão e verificar estas informações.

Nesta pesquisa, encontramos os seguintes números: Goiânia gastou mais de 14 milhões de reais, diferente dos 100 mil reais divulgados pela imprensa. Já Valparaiso de Goiás gastou mais de 6 milhões de reais e Luziânia mais de 8 milhões de reais, todos estes gastos até o mês de setembro de 2014. E esta informação, no mínimo estranha, tem adiantado o debate eleitoral municipal, que deveria acontecer em 2016. Quem ganha com isto?

Fonte: Jornal A Voz do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code