Empate justo

- Publicidade -

Com 8 desfalques, o  Fluminense iniciou sua caminhada rumo ao bicampeonato da Libertadores visitando o Alianza Lima, e sem qualquer dificuldade ficava com a bola, pois o adversário não incomodava até o meio campo.

A partir daí, o Alianza marcava e o Fluminense não conseguia criar oportunidades de gol.

O adversário aguardava o erro de passe do Fluminense, e eles apareceram logo, ora de Felipe Melo ora de Thiago Santos, e o Alianza Lima levava perigo.

- Publicidade -

Mas aos 35 minutos, Marcelo dá um passe errado de 3 dedos, o adversário contra ataca e faz 1×0.

Depois disso, a defesa entrega novamente e o Alianza não aproveita.

Quando aos 25 minutos Renato Augusto sai machucado, Diniz erra colocando Lima quando deveria entrar com Terans.

Na volta para o segundo tempo tenta corrigir o erro tirando Thiago Santos e colocando Terans.

Com menos de 1 minuto, o Alianza Lima perde oportunidade incrível quando o atacante parte do meio campo, passa de passagem pelo Felipe Melo e chuta prá fora.

Com o resultado adverso, o Fluminense tenta avançar, mas fica muito exposto na defesa porque Felipe Melo e Marcelo são lentos e não conseguem acompanhar os atacantes do adversário na corrida.

Aos 15 minutos, saem Felipe Melo e Marcelo, entrando Douglas Costa e  Kauã Elias.

O Fluminense insiste em tocar a bola mas não consegue criar chances de gol, principalmente pela sucessão de passes errados.

Aos 26 minutos, achamos um gol com o baixinho Marquinhos, após cruzamento de Douglas Costa.

Depois disso, o Fluminense continua com a posse de bola mas sem criar oportunidades.

Depois de ficar 18 dias só treinando, o Fluminense continua apresentando velhos erros.

Quando atacado, o time fica todo dentro da área, e quando retoma a bola não tem ninguém na frente para puxar o contra ataque.

O lado esquerdo defensivo com Felipe Melo e Marcelo continua frágil pela lentidão dos 2.

A mentalidade do dinizismo é boa, mas viciou a equipe em não variar saídas de jogo, o que mata qualquer possibilidade de contra ataque, porque sempre sai do campo defensivo sem qualquer velocidade.

O grande sacrificado desta partida foi Lelê, pois não jogou em razão da bola não chegar nele para finalizar.

Dos novos contratados, apenas Douglas Costa e Marquinhos justificaram.

Renato Augusto e Gabriel Pires nada mostraram, em função de contusões constantes.

Antônio Carlos não se mostrou no mesmo nível dos zagueiros que já estavam no elenco, e Terans estranhamente não jogou nada até agora.

Além disso, Árias estranhamente tem se mostrado apático, e quando ele não rende o time sofre, pois é o pulmão da equipe.

Mas enfim, foi um empate fora de casa, e na próxima terça feira receberemos o Colo Colo no Maracanã as 21 horas com obrigação de vitória para assumir a liderança do grupo.

Recomendo a todos os tricolores sintonizarem na paramount que desde a campanha vitoriosa do ano passado respeita o Fluminense transmitindo nossos jogos.

Bora Fluzão 🇭🇺🇭🇺🇭🇺🇭🇺

Raimundo Ribeiro

Apaixonado por futebol e, naturalmente Tricolor

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui