“Eu acho muito cedo para falar da minha candidatura como governadora”, disse Celina Leão

Da redação do Conectado ao Poder

Desde o dia em que Ibaneis Rocha levantou a possibilidade de uma eventual candidatura como governadora, Celina Leão tem mantido a humildade e os pés nos chão

Durante 66 dias, a vice-governadora Celina Leão esteve no comando do GDF. Mas se engana quem acredita que a troca de papéis gerou mágoas entre os dois políticos. Muito pelo contrário, reforçou os laços de amizade, possivelmente dando origem à sua candidatura nas próximas eleições do DF.

“Minha vice-governadora Celina Leão, queridíssima, vai ser governadora do Distrito Federal, com o apoio de todos vocês”, disse Ibaneis. Para o governador, não restam dúvidas, Celina está pronta para assumir a gestão do Poder Executivo do DF. Em resposta, Celina afirmou que ela e Ibaneis estarão sempre juntos, nos bons e maus momentos, e que os dois têm uma parceria de muito trabalho em prol da população brasiliense.

Em entrevista ao Conectado ao Poder, a vice-governadora, se mostrou insatisfeita pela “pressão” imposta sobre uma possível manifestação sua a respeito das eleições. No mesmo momento, ela enfatiza que acha “arrogância para a população”, queimar largada antes do tempo. E afirmou não ter definido um possível vice e nem ter certeza de sua candidatura. “Acho muito engraçado esse tipo de cobrança. Porque na época do governador Ibaneis as pessoas foram falar de vice-governador na época da eleição, quando foram montar a chapa. Eu acho que é muito cedo para a gente falar em qualquer tipo de composição, até pela minha possibilidade de ser candidata a governadora”.

Ao jornalista, Sandro Gianelli, ela relatou preferir ponderar sobre esse assunto com calma e, neste momento, focar em cumprir suas promessas feitas na campanha eleitoral. “Gente, vamos trabalhar! Vou fazer um governo em que vamos usar aquela frase, né? Vamos correr atrás, porque se a gente cuidar das pessoas, Deus vai cuidar da gente”, concluiu.

A entrevista ocorreu durante uma coletiva de imprensa realizada na última segunda (14), pela Associação Brasileira de Portais de Notícias (ABBP).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui