Flávio Prado vê ‘deficiência’ nos árbitros brasileiros após fala de Textor



John Textor - Botafogo

John Textor (foto) insinuou que houve manipulação de resultados no Brasileirão 2023 (Wagner Meier/Getty Images)

O jornalista Flávio Prado, da Jovem Pan, analisou as declarações de John Textor, do Botafogo, durante o Programa Bate Pronto., na última quarta-feira (03). O proprietário da SAF alvinegra insinuou que houve manipulação de resultados no Brasileirão em 2023.

De acordo com o norte-americano, Fortaleza e São Paulo beneficiaram o Palmeiras, o oponente direto do Botafogo na disputa pelo título. Textor diz ter evidências que comprovam o seu argumento.

Flávio Prado debate sobre acusações de Textor

Diante das reclamações do dono do Glorioso, Flávio Prado cobrou punição ao Botafogo, em razão das acusações sem a presença de provas. E não foi só isso. O comentarista esportivo foi além e questionou o desempenho da arbitragem brasileira.

“O cara, ele é dono de um clube, de um clube da primeira divisão. E o torcedor é louco para ver suspeitas em tudo, quando o time perde. E muito treinador ajuda nisso: ‘ah porque roubou, isso e aquilo’, aquela bobagem toda”, iniciou o jornalista.

“Eu já falei mil vezes, o árbitro brasileiro não tem capacidade para roubar, porque ele é muito ruim. Até o cara para fazer uma coisa errada, ele precisa ser bom, e muitos deles são muito ruins. Não tem isso aí, são fracos”, sentenciou o comentarista da rádio Jovem Pan.

Portanto, Prado descartou a existência de manipulações de resultados do Palmeiras no Brasileiro do ano passado, hipótese essa que foi levantada por John Textor. Isso porque, segundo o jornalista, a arbitragem brasileira é deficiente até para “errar”.

Punição ao Botafogo

“Então, o cara começa a lançar este tipo de coisa… já há aquela coisa da suspeita quando o time perde, quando meu time perde, a culpa não é do meu time, alguém que roubou, é sempre assim. Aí esse cara fica lançando este tipo de coisa, sem nenhum tipo de embasamento, sem nada, é péssimo para o produto futebol”, reclamou Prado.

“Ele já deveria está fora do sistema faz tempo. Se o tal do tribunaleco do Rio de Janeiro lá, de Justiça Desportiva, se mete em tudo, já deveria ter suspendido o cara”, cobrou Flávio Prado.

“E partir daí começar punir o time dele. Ué, tem que fazer alguma coisa, tomar alguma providência. Ou ele apresenta provas ou você começa a fazer punições”, completou o veterano da mídia esportiva.

Por fim, Flávio Prado concluiu que, para a resolução do caso, não há necessidade de envolver o Senado ou a Polícia Federal, como pedido pelo senador Jorge Kajuru.



Fonte: Torcedores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui