GDF intensifica ações para combater a dengue no Distrito Federal

- Publicidade -

Da redação do Conectado ao Poder

O Governo do Distrito Federal (GDF), sob a liderança do governador Ibaneis Rocha, está empenhado em enfrentar o desafio crescente da dengue na região. Diante do aumento dos casos, uma série de medidas está sendo implementada para conter a proliferação da doença.

Equipes de saúde foram reforçadas e o horário de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) foi ampliado, com 175 unidades prontas para atender a população suspeita de dengue. Além disso, um investimento de 45 milhões de reais foi destinado à modernização da limpeza urbana, incluindo o uso de robôs na manutenção da rede de drenagem.

- Continua após a publicidade -

Para fortalecer as ações de combate, uma força-tarefa conjunta, composta por militares e agentes de saúde, está em operação, buscando focos do mosquito transmissor. Hospitais de campanha foram instalados em locais estratégicos, em parceria com instituições de ensino e pesquisa, visando aumentar a capacidade de atendimento.

O governo também anunciou a chegada de 194 mil doses da vacina contra a dengue e lançou uma campanha de vacinação para crianças e adolescentes de 10 a 14 anos. Além disso, novas tendas de hidratação estão sendo instaladas para garantir um tratamento rápido e eficaz.

Segundo Ibaneis, todas as equipes da cidade estão mobilizando todos os recursos disponíveis, diariamente, para proteger a saúde dos moradores do Distrito Federal. Com a união de esforços entre o governo e a população, espera-se reduzir significativamente a incidência da dengue e garantir um ambiente mais saudável para todos.

Além disso, o Governo do Distrito Federal oferece orientações claras à população sobre quando procurar atendimento médico: sintomas leves devem ser encaminhados às Unidades Básicas de Saúde (UBS), enquanto casos mais graves, como dores intensas na barriga e sangramentos, requerem a busca por uma das 13 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) disponíveis na capital. Além disso, tendas de acolhimento estão disponíveis em diversas administrações regionais para oferecer assistência das 7h às 19h, proporcionando acesso rápido e eficiente aos cuidados de saúde necessários.

Apesar dos esforços do governo, a colaboração da população é crucial. Medidas simples, como eliminar criadouros do mosquito e evitar o acúmulo de água parada, são fundamentais para conter a propagação da doença. Faça sua parte! Não deixe espaço para a doença, armazene corretamente seu lixo, não deixe água parada, limpe seu quintal, cuide de você e do seu próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui