“Infracão”: Detran-DF aborda motociclista transportando cachorro de óculos e capacete em motoneta

O transporte irregular pode provocar sinistros e ainda machucar o animal

Na manhã desta quinta-feira (22), os agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) se depararam com uma situação inusitada no SIA Trecho 2. Um cachorro com óculos escuros e capacete sendo transportando entre as pernas do condutor de uma motoneta. Uma ação que pode provocar sinistros e ainda machucar o animal.

Os agentes de trânsito do Detran-DF fizeram a abordagem e explicaram os perigos de transportar o animal nessa situação. “O cachorro não está seguro. Dentro de veículo de quatro rodas transportar um animal entre as pernas é uma infração de trânsito, imagina nessa situação em que qualquer frenagem, ele preso por uma corda, pode ser jogado do veículo”, disse o agente J. Rodrigues, supervisor de dia do Detran-DF.

O condutor foi autuado pelos Art. 252, inciso II do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que fala que dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas é infração média, com penalidade de multa de R$ 130,16.

Recomendação

Cães e gatos devem estar de peitoral e guia adaptada ou caixas específicas de transporte individuais para fixação ao veículo, a fim de garantir a segurança do próprio animal, evitando sinistros de trânsito.

Apesar de não haver proibição expressa no CTB para o transporte de animais em motocicleta, o Detran-DF não recomenda a prática, mesmo no compartimento de carga, em razão da vulnerabilidade do animal e do risco de causar desequilíbrio ao motociclista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui