PMDB recusa aproximação com o Buriti

20150319013109Os distritais do PMDB, Robério Negreiros, Wellington Luiz e Rafael Prudente, podem deixar o Grupo do Sete, que negocia com o governador Rodrigo Rollemberg mais espaço nas decisões do Executivo. O ex-vice-governador  Tadeu Filippelli, presidente regional da legenda, desautorizou os parlamentares peemedebistas de se aproximarem da atual gestão.

“O PMDB não tem aproximação com o Executivo. Foi feita uma conversa com diversos deputados, mas não será permitida nenhum tipo de aproximação com o governador”, declarou Tadeu Filippelli.

Segundo o presidente regional, o partido tem compromisso apenas com a cidade e reforça que não há a possibilidade de aproximação entre os peemedebistas e Rodrigo Rollemberg.

Na  segunda-feira, o Grupo dos Sete, formado por distritais do PMDB, PP, PR , PTN e PTB, esteve no Buriti em reunião com Rollemberg  e o líder do governo Júlio César (PRB) para conversar sobre reformulação da base.

Insatisfação

De acordo com um dos participantes, o chefe do Executivo estaria insatisfeito com a atual base e pretendia recompô-la com os parlamentares.

Uma nova reunião, apenas com Júlio César, deve ocorrer em 20 dias. O objetivo é reunir as demandas do Grupo dos Sete e levar para debate com o Buriti.

O ex-vice-governador não falou se, caso haja insistência por parte dos distritais do PMDB, os parlamentares serão punidos, mas avisou: “o único que tem autorização para falar pelo partido sou eu”. No início do ano, o partido passou por crises internas pelo mesmo motivo.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code