Premiações do Sebrae reconhecem projetos que contribuem para o crescimento econômico, social e inclusivo do DF

- Publicidade -

Evento reuniu agentes de desenvolvimento e administradores regionais e ocorreram do projeto Cidade Empreendedora

O Sebrae no Distrito Federal promoveu na última quinta-feira, 11 de abril, a cerimônia de entrega da 2ª edição do Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora e do Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora (PSPE). O evento foi realizado no Setor de Clubes Sul com o objetivo de homenagear as melhores práticas de gestão pública das administrações regionais do Distrito Federal, que evidenciam a efetiva contribuição para o crescimento econômico, inclusivo e social das regiões do Distrito Federal.

A premiação ocorreu no âmbito do projeto Cidade Empreendedora, desenvolvido pela instituição de fomento aos pequenos negócios e ao empreendedorismo juntamente com o Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF desde meados de 2019.

- Publicidade -

A superintendente do Sebrae no DF, Rose Rainha, que também é secretária executiva do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF, agradeceu o empenho e a dedicação de cada agente público envolvido na idealização e concretização dos projetos inscritos na premiação. “A participação de vocês, junto com o Sebrae e a sociedade, tem possibilitado desenvolver o nosso território. Essa união é muito importante para o nosso desenvolvimento econômico e reforça o objetivo que temos, de tornar o DF uma região cada vez mais empreendedora”, assegurou a dirigente.

As administrações regionais são fundamentais para que o Sebrae no DF estabeleça esse elo com as comunidades. Atender bem a comunidade a partir de suas necessidades diárias, seja no ambiente empresarial ou não, é premissa básica, já que assim a gente estimula os servidores a criarem políticas públicas que melhorem o ambiente de toda a comunidade.

Rose também comemorou a oportunidade de o Distrito Federal participar novamente da etapa nacional e informou que o DF inscreveu nove projetos, dos quais, quatro seguirão para a competição na fase nacional.

A secretária executiva de Gestão Estratégica do Governo do DF, Sueli Rodrigues de Sousa, parabenizou o Sebrae, administradores regionais e agentes de desenvolvimento pelo empenho na criação de iniciativas capazes de promover e expandir o desenvolvimento socioeconômico da capital. “Estamos sempre acompanhando o andamento dessas iniciativas e estamos aqui hoje para celebrar. Vocês abraçaram com afinco o propósito dessa iniciativa e estão apresentando resultados belíssimos para nossas cidades”, afirmou ela.

Premiações

Inicialmente foram anunciados os vencedores do Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora. O PSPE, uma iniciativa do Sebrae Nacional em sua 12ª edição, tem como propósito reconhecer, valorizar e disseminar iniciativas inovadoras lideradas por governos municipais (prefeitos, prefeitas, administradores e administradoras regionais do DF) com o intuito de aprimorar o ambiente de negócios, promover o empreendedorismo e impulsionar o desenvolvimento territorial.

Ao todo, nove projetos no Distrito Federal concorriam à premiação nas categorias de Sustentabilidade e Meio Ambiente, Turismo & Identidade Territorial, Simplificação & Fomento ao Empreendedorismo e Inclusão Produtiva. Uma comissão julgadora formada pelo Sebrae no DF avaliou os projetos inscritos e definiu os vencedores, que receberam certificados e troféus.

O Guará foi premiado na categoria de Sustentabilidade e Meio Ambiente com o projeto “Plantando o Futuro”, seguido por Águas Claras, com o projeto “Águas Claras Sustentável”. Em relação à categoria de Turismo & Identidade Territorial, a cidade vencedora foi Riacho Fundo I, conquistando o primeiro lugar com o projeto “Bike Parque dos Tonéis”, enquanto o segundo lugar foi ocupado pelo Cruzeiro, com o projeto “Cruzeiro, Cidade do Samba”. Nas outras duas categorias, Inclusão Produtiva e Simplificação & Fomento ao Empreendedorismo, as regiões do Recanto das Emas e do Guará, respectivamente, foram as mais bem avaliadas.

Na sequência, a criatividade, proatividade e inovação dos administradores regionais e agentes de desenvolvimento territorial foram reconhecidas na 2ª edição do Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora. As administrações regionais apresentaram projetos em quatro categorias: Desenvolvimento Territorial, Inclusão Produtiva, Empreendedorismo Jovem e Marketing Territorial. Dos 50 projetos inscritos, 26 foram implementados, impactando diretamente no desenvolvimento das regiões administrativas do DF.

A avaliação dos projetos foi realizada por uma comissão julgadora composta por representantes das seguintes instituições: Secretaria de Planejamento, Orçamento e Administração do DF, Instituto BRB, Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese/DF), Universidade de Brasília (UnB) e Sebrae Nacional.

O primeiro lugar geral desta edição do prêmio foi conquistado pela Administração Regional do Guará, por desenvolver o projeto “Plantando o Futuro”, vencedor da categoria Empreendedorismo jovens. A iniciativa buscou estimular pessoas de 18 a 30 anos residentes na região administrativa, fornecendo capacitação em horticultura urbana, com teoria e prática sobre técnicas de cultivo sustentável, manejo do solo, plantio de diferentes espécies, controle de pragas e doenças, além de compostagem orgânica, certificando e proporcionando a inserção no mercado de trabalho por meio de parcerias, e também visou à formalização dos microempreendedores individuais.

Estamos muito felizes com essa premiação. Só tenho a agradecer à Viviane e a toda nossa equipe pelo empenho no desenvolvimento e na implementação desse projeto. Sem eles, ganhar esse prêmio não seria possível. O Sebrae também tem uma parcela de contribuição nesse processo, oferecendo todo o apoio que nós precisamos, com palestras, cursos e orientações”, acrescentou o administrador da cidade, Artur Nogueira.

Por receber a melhor avaliação da comissão avaliadora, a equipe de colaboradores da Administração Regional do Guará irá participar de uma missão técnica promovida pelo Sebrae no DF para conhecer experiências exitosas de gestão pública orientada a políticas de estímulo ao empreendedorismo, inovação e aos pequenos negócios. O destino será a cidade de Medelin, na Colômbia.

“Os vencedores da primeira edição puderam conhecer a cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, e fazer uma imersão no Vale do Silício. Apesar de termos conhecido muita coisa por lá, o nosso objetivo para esta edição é levar os vencedores para um ambiente mais próximo da realidade da comunidade do DF”, concluiu o gerente da Assessoria de Gestão Estratégica e Políticas Públicas do Sebrae no DF, Jorge Adriano.

Confira a relação completa dos vencedores do 2º Prêmio Sebrae DF Cidade Empreendedora:

Categoria Marketing Territorial

1º Lugar – Fercal – O projeto “Turismo Sustentável, Memória Afetiva do Roteiro da Estrada Colonial do Planalto Central” foi premiado por desenvolver o turismo na região e incentivar as atividades características do turismo, gerando renda e identificação da comunidade local com seu território.

2º Lugar – Cruzeiro – O projeto “Cruzeiro, Cidade do Samba” fortaleceu os diversos setores econômicos da região, incluindo feirantes, quiosqueiros, ambulantes e empreendedores, por meio de ações de capacitação, comercialização e disseminação da cultura local.

3º Lugar – Águas Claras – O projeto “Águas Claras Sustentável” recebeu reconhecimento por promover a educação ambiental e logística reversa, gerando impactos socioambientais positivos por meio de um ciclo sustentável de reciclagem de materiais eletrônicos.

Categoria Desenvolvimento Territorial

1º Lugar – Guará -O projeto “Encantarte e Projeto Itinerante no Guará” promove uma feira itinerante para impulsionar artesãos, ambulantes e microempreendedores individuais da região, potencializando os negócios locais.

2º Lugar – Planaltina – O projeto “Rota Turística e Gastronômica de Planaltina” visa o desenvolvimento e potencialização da região, fortalecendo o turismo local por meio da capacitação de empresários e alunos da escola técnica.

3º Lugar – Riacho Fundo I – O projeto “Bike Parque dos Tonéis” promoveu o empreendedorismo jovem e o fortalecimento de negócios existentes na região por meio da criação de um espaço de lazer, prática esportiva e empreendedorismo.

Categoria Empreendedorismo Jovem

1º Lugar – Guará – O projeto “Plantando o Futuro” estimula jovens residentes na região por meio da capacitação horticultores urbanos e a inserção no mercado de trabalho.

2º Lugar – São Sebastião – O projeto “Oportuniza Jovem” busca despertar e transformar a mentalidade dos jovens, estimulando a geração de renda e o empreendedorismo na região.

3º Lugar – Recanto das Emas – O projeto “Vitalize – Inspiração e Criatividade” tem como objetivo impulsionar e estimular os jovens da região a iniciarem seus próprios negócios por meio de capacitações e compreensão de como gerir um negócio.

Categoria: Inclusão Produtiva

1º Lugar – Recanto das Emas – O projeto “Protótipo Alora – Cooperativa de Idosos Reflorescer, Unindo Gerações” busca valorizar empreendedores da melhor idade por meio de ações de comercialização de produtos, gerando benefícios econômicos e sociais, além de promover a inserção no mercado de trabalho e o fortalecimento da comunidade local.

2º Lugar – Santa Maria – O projeto “Encontro de Brechós 2023” promove a economia circular e sustentabilidade por meio da venda e/ou troca de roupas usadas em bom estado, incentivando a conscientização sobre o consumo consciente e a reutilização de peças de vestuário.

3º Lugar – Taguatinga – O projeto “Inclusão Social Através do Empreendedorismo” formalizou e organizou o comércio de ambulantes e quiosques da cidade conforme a legislação vigente.

Fonte: Agência Sebrae

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui