PSOL mantém candidatura própria

Toninho50Toninho Andrade, presidente regional do PSOL, participou do almoço com outros três partidos – PDT, PSB e PPS – que pretendem fazer oposição unificada ao governo Agnelo Queiroz. Evitou discutir sucessão. “O PSOL deixou claro durante o almoço, que nossa política é de lançar candidatos próprios aos cargos majoritários em todos os estados, como forma de divulgar nosso programa e nossas ideias para o eleitorado brasileiro”, conta Toninho. O presidente do PSOL afirmou que respeitava os partidos e candidatos que já lançaram suas candidaturas, como é o caso do companheiro Rodrigo Rolemberg, do PSB, mas ressalvou que o PSOL-DF tinha sua própria candidatura a governador como unanimidade para 2014.

Sem trocadilho

O PSOL pretende expandir-se da mesma forma adotada pelo PT: disputando sucessivas eleições, assim formando suas bancadas e  ampliando também os mandatos no Executivo. Essa posição, diz Toninho, é uma unanimidade nossa. “O PSOL também quer um lugar ao sol”, afirma, para logo completar: “Sem trocadilho, claro”.

Fonte: Do alto da torre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui