STF adia julgamento sobre ‘sobras eleitorais’ contestadas por partidos

Da redação do Conectado ao Poder

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou o julgamento que poderia anular a eleição de sete deputados federais, marcando a retomada da discussão sobre a distribuição das “sobras eleitorais” para o dia 21. Partidos como Podemos, PSB, PP e Rede contestam a regra atual, que exige um desempenho de 80% do quociente eleitoral para concorrer às vagas remanescentes de deputado federal, estadual e distrital, além dos candidatos individualmente atingirem 20% do quociente eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui