STF mantém prisão de presidente do PL após operação

Da redação do Conectado ao Poder

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e de outros três detidos da Operação Tempus Veritatis. Todos passaram por audiência de custódia na Superintendência da Polícia Federal em Brasília. Costa Neto foi preso por posse ilegal de arma de fogo e usurpação mineral, por ser encontrado com uma pepita de ouro. Sua defesa alega que a arma pertence a um parente e a pepita tem baixo valor, não configurando delito segundo jurisprudência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui