Sucessão na CLDF



Explodiu!

Foi decido ontem, em reunião entre o governador Agnelo Queiroz (PT) e o bloco PT/PRB, o apoio do Executivo à candidatura (já prevista) do deputado distrital Wasny de Roure (PT) à presidência da Câmara Legislativa, tendo como vice-presidente o deputado Agaciel Maia (PTC). Assim, o atual presidente, deputado Patrício (PT), que lutava pela aprovação da reeleição para continuar na cadeira, ficaria de fora da disputa.

Prêmio

Para não sair perdendo, Patrício assumirá, em janeiro, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedest). A proposta surgiu na mesma reunião – um almoço do governador com a bancada. Conhecida como “A Galinha dos Votos de Ouro”, Patrício sabe que não sairá perdendo caso consigo, nos dois últimos anos de mandato, realizar bom trabalho na pasta que cuida do social. Tem potencial de gestor para isso. Resta saber se terá condições e orçamento para tal. Fonte garante que Patrício receberá a secretaria – que já foi da deputada Arlete Sampaio – de porteira fechada, ou seja, poderá nomear seus aliados para os cargos na pasta.

Quem? Eu?

Ontem, à coluna, o deputado distrital Agaciel Maia afirmou que o assunto não havia sido tratado entre o governador e o bloco do qual faz parte. “esse encontro deverá acontecer amanhã (hoje”, disse o parlamentar.

Planos

Fonte da coluna garante que Wasny não teria abrido mão de virar conselheiro do Tribunal de Contas do DF. Tanto que, ainda segundo a fonte, teria recebido a garantia de que, ainda em 2013, seria agraciado com uma vaga – vitalícia, de aposentadoria garantida aos 70 anos, com salário de deputado e todo o “alaframbeck” todo. A conferir.

Pimentinha: Caso isso realmente aconteça, Agaciel se tornaria o presidente da Câmara com a saída de Wasny e o primeiro-secretário (ainda com nome não vazado), o vice-presidente. Para Agaciel, um ponto além. Não teria que fazer como Patrício e tentar aprovar projeto caso quisesse uma reeleição, afinal, eleito como vice-presidente, não teria problema para pleitear, dois anos depois, continuar presidente.

De novo

Quem sobrou nessa história toda? Como sempre, o deputado distrital Chico Leite (PT) – como já havia adiantado a coluna há duas semanas…

Rebordosa

Bom, até o início da noite de ontem era essa a decisão. Porém, o Executivo não contava (tolinho) com a “rebelião” na Câmara Legislativa. PEN, PR, PTB, PP, PMDB e PSL não gostaram nada, nada de saber que a decisão do governador Agnelo “podaria” a não alternância de partido no comando do Legislativo – o PT ocupou a presidência nos dois primeiros anos da legislatura. E resolveram que lançarão, no dia da eleição da presidência, um nome para disputar a cadeira com o petista Wasny. Vale lembrar que, mesmo sendo um grupo formado por partidos da base, muito provavelmente ganhará ainda os votos do PSD, a oposição na Casa.

Sorte ou azar

Assim sendo, o número 13 pode ser o número de azar do Partido dos Trabalhadores. É que, o que se apresenta no cenário hoje é uma insatisfação na base que deve gerar uma disputa de dois candidatos para a presidência da Câmara Legislativa. E vai ganhar quem tiver 13 votos. Simples assim.

Irritada

A deputada distrital Eliana Pedrosa (PSD) ficou muito irritada ao saber da “imposição” do Executivo de nomes para compor a próxima Mesa Diretora da Casa. Todos os nomes, diga-se de passagem. “Quem tem que escolher o nome do PSD é o partido, não o Executivo”, disparou a deputada.

Nomes

Se de um lado o Executivo medirá forças com o nome de Wasny e Agaciel – parlamentares que têm grande simpatia na Câmara, inclusive das oposicionistas Eliana Pedrosa, Celina Leão e Liliane Roriz -, do outro, a própria Casa pretende mostrar força contra a interferência entre os poderes. E, segundo fonte, dois outros nomes devem surgir aí: Dr. Michel (PEN) e Cristiano Araújo (PTB) – também simpáticos aos olhos da maioria na Casa.

Efeito ”Barcellos”

Não se assustem, contudo, se o efeito Fábio Barcellos se repetir na Câmara Legislativa como aconteceu no passado. O Barcellos da atualidade seria Robério Negreiros (PMDB). Anotem!

Fonte: Coluna ONs e OFFs – Lívio di Araújo

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA largada de 2013 do PSDB
Próximo artigoPPL fala em unidade
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; editor do Portal Conectado ao Poder; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 6h às 8h, na Rádio 104,1 Metrópoles FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code