Tenda de acolhimento 24 horas a pacientes com dengue é inaugurada no Guará

- Publicidade -

Espaço funciona no modelo de hospital de campanha; outras duas unidades, no Gama e no Paranoá, serão entregues também com funcionamento ininterrupto

A nova tenda de acolhimento aos pacientes com dengue começou a funcionar nesta quinta-feira (11), no Guará. Localizada no estacionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 da cidade, essa é a primeira tenda do GDF a operar 24 horas por dia.

O espaço – um dos 11 a serem entregues neste mês – funciona como um hospital de campanha e conta com toda a infraestrutura necessária para acolher a população com conforto e segurança. “Nós temos uma robustez na estrutura”, ressaltou a vice-governadora Celina Leão. “Isso permite que nossos hospitais atendam aquilo que não é dengue”.

- Publicidade -

As novas instalações são amplas e divididas, com consultórios, espaço de triagem, salas de medicação e equipamentos essenciais, incluindo aparelhos de ar-condicionado para a climatização do ambiente. Toldos de revestimento também foram instalados, para garantir a proteção necessária aos pacientes e profissionais de saúde que utilizarão esses espaços.

Com o atendimento especializado para os casos de dengue nas tendas, a expectativa é de que os hospitais da rede pública voltem os cuidados à saúde primária. “As UBSs vão retornar com os atendimentos na carteira de serviço”, adiantou a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. “O plano é que os hospitais cuidem de doenças clínicas e os casos de dengue sejam direcionados para as tendas. Esse espaço entregue vem para reorganizar uma rede que está tensionada durante a crise de dengue”.

Atendimento

De acordo com o diretor médico das tendas, Clauber Lourenço, os espaços dispõem de exames de sangue e de diagnóstico rápido com resultados disponíveis em até dez minutos. “A expectativa é atender cerca de 300 pacientes por dia nas 24 horas de funcionamento”, afirmou. “Temos médicos da área clínica e pediátrica, além de enfermeiros e técnicos de enfermagem. O paciente que procurar atendimento aqui será prontamente acolhido e, com resultado em mãos em dez minutos, será direcionado para hidratação, internação ou para casa”.

Para além das estruturas montadas com o objetivo de acolher e tratar os pacientes diagnosticados com dengue, o Governo do Distrito Federal (GDF) segue tomando outras iniciativas de combate ao mosquito transmissor da dengue. “Temos mais de R$ 150 milhões investidos pelo GDF para combater a doença nas regiões administrativas”, lembrou Celina Leão. “Há também um esforço para aumentar a equipe técnica na rede pública. Somente na semana passada houve o chamamento de 250 médicos para reforçar esse atendimento”.

A vendedora Sara Aguiar, 28, uma das primeiras a serem atendidas na nova tenda, elogiou a praticidade no acolhimento: “Antes era um transtorno; agora, com 24 horas de funcionamento, eu tenho certeza que melhora. O resultado rápido é ótimo, porque antes, no hospital, ficávamos o dia inteiro e não conseguíamos nada”.

Veja, abaixo, onde serão instaladas as novas tendas de acolhimento a pacientes com sintomas de dengue.

Com funcionamento 24h

→ Guará: em frente à UBS 1
→ Gama: estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG)
→ Paranoá: estacionamento do Hospital da Região Leste (HRL)

Com funcionamento diário, das 7h às 19h

→ Planaltina: estacionamento do Hospital Regional de Planaltina (HRP)
→ Plano Piloto: estacionamento do Hospital Regional da Asa Norte (Hran)
→ Vicente Pires: estacionamento da UPA
→ Taguatinga: estacionamento do ambulatório do Hospital Regional de Taguatinga (HRT)
→ Águas Claras: estacionamento da UBS 1 do Areal
→ Ceilândia: estacionamento do Hospital Regional de Ceilândia (HRC)
→ Samambaia: estacionamento da UBS 7
→ Varjão: atrás da UBS 1.

Fonte: Agência Brasília

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui