“Uma das coisas que me deixa mais feliz nesse primeiro ano de mandato é poder ser reconhecido na rua pelo meu eleitor”, disse Thiago Manzoni

Da redação do Conectado ao Poder

O deputado distrital Thiago Manzoni é uma das principais revelações da última campanha eleitoral do Distrito Federal. Ele esteve no programa Rota Atividade, na Rádio Atividade FM (107,1) e compartilhou sua opinião sobre os coronéis detidos desde os eventos de 8 de janeiro, falou da sua visão sobre o curso atual do país e ofereceu uma avaliação franca de seu primeiro ano de mandato. O Rota Atividade é de segunda a sexta-feira, ao vivo, das 06h às 08h, na Atividade FM.

“São homens honrados que nunca, jamais permitiriam que aquilo acontecesse de maneira intencional. Eles não queriam que aquilo acontecesse e estão presos. Na minha opinião, de maneira injusta”. Manzoni expressou críticas em relação à continuidade da detenção dos profissionais das forças de segurança, decorrente dos ataques terroristas ocorridos em 8 de janeiro. Destacando a preocupação com problemas de saúde enfrentados por alguns desses profissionais, ele ressaltou que a privação de liberdade dos coronéis da Polícia Militar (PM) não apenas afeta individualmente esses servidores, mas também impacta significativamente o sustento de suas famílias. “De maneira geral, esses caras que estão presos, todos eles estavam em combate no dia 8 de janeiro, eles estavam enfrentando a multidão que invadiu os prédios públicos. O Coronel Naime (um exemplo) foi ferido durante o combate. Ele está preso junto com os outros. Coronel Fábio Augusto, Coronel Klépter e outros. Eles estão sem receber o salário, as famílias deles estão precisando de vaquinha”, avaliou.

O deputado expressou profunda tristeza ao mencionar a atual condição dos princípios morais no país. Segundo ele, a maioria da sociedade se identifica com uma postura moralista, priorizando os valores fundamentais associados à preservação da unidade familiar. “Isso é um pouco do retrato do que o Brasil vive hoje, os valores no Brasil estão invertidos. Hoje a gente vê o poder judiciário do Brasil, por exemplo, devolvendo helicópteros aos traficantes, o poder judiciário, no Brasil, anulando condenações de políticos corruptos e de empresários corruptos que proporcionaram o maior escândalo de corrupção do Brasil que foi o Petrolão, estuprador saindo pela porta da frente, essas coisas, elas revelam um pouco do que o Brasil está vivendo hoje e dessa inversão de valores. Então você tem esses coronéis que gastaram a sua vida combatendo o crime, presos e os criminosos sendo soltos por meio de decisões judiciais que afrontam isso, é importante que se diga, afrontam os valores da maior parte da população brasileira”.

Mesmo diante dos desafios, Thiago expressou sua satisfação com o desempenho ao longo do primeiro ano de seu mandato, destacando seu orgulho pelo percurso que tem trilhado, orgulhoso pelo apoio do seu eleitorado. “Uma das coisas que me deixa mais feliz nesse primeiro ano de mandato é poder ser reconhecido na rua pelo meu eleitor e as pessoas dizerem obrigado pelo seu trabalho, você honra o nosso voto, isso é muito gratificante. Na verdade, é uma das poucas coisas gratificantes da política, porque a política é muito difícil. Nosso trabalho é árduo, a gente trabalha pra caramba e poder representar bem a população de Brasília, em especial a população conservadora de Brasília, é uma das grandes alegrias que eu tenho tido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui