Você acha certo que menores de 12 anos tenham redes sociais?

Os ouvintes do programa “Rota Atividade” revelaram suas perspectivas sobre o acesso infantil às redes sociais.

Da redação do Conectado ao Poder

As inovações tecnológicas e a expansão das redes sociais ganham cada vez mais espaço na vida dos brasileiros. No Senado Federal, um Projeto de Lei (PL) está em discussão para avaliar a possível proibição da criação de contas em redes sociais para menores de 12 anos. No programa “Rota Atividade”, os ouvintes expressaram suas opiniões sobre o tema. E você, considera crucial estabelecer uma faixa etária para o uso de redes sociais? O Rota Atividade é de segunda a sexta-feira das 06h às 08h da manhã na Atividade FM (107,1).

Lucy Simões, participante do debate radiofônico, argumentou que o uso constante das redes sociais não é benéfico para os menores, classificando-o como “um dos grandes vilões da gurizada”. Independentemente de concordância ou discordância, Marcelo, de Águas Claras, acredita que o projeto de lei precisa de ajustes. “Pra mim, deveria ser até os 15 anos, não deveria haver essa história de redes sociais porque não sabem lidar”, avaliou.

José Henrique, adotando uma abordagem mais radical, defendeu não apenas uma fiscalização rigorosa em relação ao uso frequente por parte das crianças, mas também dos responsáveis. “Eu sou totalmente a favor do projeto de lei que regula a participação de crianças nas redes sociais e não só delas, mas também das pessoas, pois a gente vê cada coisa”, opinou.

Mesmo sem a aprovação final da proposta, Ana Paula, moradora da Ponte Alta, revelou que na educação de seus filhos, estabeleceu limites para o uso de redes sociais. “Meus filhos têm 11 anos e até agora não autorizei o acesso às redes sociais, e está tudo bem”. A ouvinte destacou a necessidade de monitorar os conteúdos que são ofertados aos menores. “Temos que proteger nossas crianças”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui