Obras no Sistema Corumbá IV devem ser concluídas até final de agosto

Por Érica Ianuck

Na manhã desta quarta-feira(17),  os governadores Rodrigo Rollemberg,do Distrito Federal e Marconi Perillo, de Goiás, visitaram obras que fazem parte do Sistema Produtor de Água de Corumbá IV.  O ministro das Cidades, Alexandre Baldy,e o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, também acompanharam os gestores para verificar o andamento da obra. Durante a vistoria pela Estação Elevatória Valparaíso e da Adutora de Água Tratada, as autoridades conversaram com a equipe técnica que relatou a necessidade do fornecimento de equipamentos para o término na data prevista, ainda no início do segundo semestre deste ano. A comitiva promete seguir um cronograma de visitações de 15 em 15 dias até a conclusão.

O projeto é uma iniciativa dos governos de Goiás e do Distrito Federal, executado por meio do Consórcio Corumbá – Saneago e Caesb, para atender regiões administrativas do Distrito Federal e municipios goianos do Entorno como Valparaíso,Novo Gama, Luziânia e Cidade Ocidental.O Governo Federal retoma investimentos em obras de abastecimento de água e entra com recursos do Programa “Agora, é Avançar” que chegam a mais de R$ 85 milhões de reais. “Não falta recurso”, destacou o ministro das Cidades Alexandre Baldy.

Nos discursos de governadores e ministros, a data prevista para o término das obras é no final do mês de agosto deste ano, com início do funcionamento de Corumbá IV logo em setembro de 2018. Os prazos nem sempre foram cumpridos desde a assinatura do contrato em 2009. O início só aconteceu em 2011. A última paralisação em Corumbá IV foi em agosto de 2016, quando o Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) e a Controladoria-Geral da União questionaram os valores superfaturados das bombas de captação da água fazendo com que o Ministério das Cidades que suspendesse os repasses. No final de 2017, as obras foram retomadas.

De acordo com a Saneago, 60% de captação e 97% da adutora estão prontas. E estão pendentes ainda a aquisição de equipamentos eletromecânicos e energização, o que inclui linhas de transmissão, subestação e todos os quadros de comando. A Caesb informou que, no total, 72% da parte da Companhia foi executada.
O sistema envolve a captação de água no Lago Corumbá, sob responsabilidade da Saneago, sendo encaminhada para tratamento na cidade de Valparaíso. Após tratamento, a água é bombeada para as regiões administrativas do DF e cidades do Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code