A confiança do empresário volta a crescer após três meses de estabilidade

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio do Distrito Federal (ICEC-DF), pesquisado pela Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo (CNC), avançou 4,1% no mês de agosto, em relação ao mês de julho, após manter-se em estabilidade nos últimos três meses.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o indicador apresenta redução de -6,6%.O índice geral atingiu 116,5 pontos, contra 124,8 no mês de agosto de 2022, e 22,1 pontos distante do melhor resultado da série histórica obtida em abril de 2013, de 138,6 pontos.

No resultado mensal, todos os subindicadores apresentam crescimento numa inversão total em face o mês anterior, quando apenas as condições de investimentos apontavam crescimento.

Na análise das condições atuais, observa-se crescimento nos indicadores de melhora da economia na faixa de 11,4%. Já das empresas, aumento de 6,9%.

Quanto às expectativas, destaca-se o indicador de crença na melhora da economia para os próximos meses, em 5,8%, e para o setor de comércio e da própria empresa, ambas com crescimento de 2,6%.

Nas intenções de investimentos, quando comparado ao mês de julho, observa-se estabilização na intenção de contratar, crescimento na disposição de investir na própria empresa, com 4,3% e também crescimento de 5,0% no ânimo de formação de estoque. 

Da análise podemos concluir que o empresário avalia , moderadamente , as condições atuais

da economia , cujo indicador ainda se apresenta na zona negativa de 96 pontos (abaixo dos 100 pontos), enquanto o grau de expectativas está situado em 145,5 pontos , com um nível

maior expectativa na empresa (157,0), no setor  comércio (144,8) e na economia (134,7) .

Estes indicadores juntos puxam as intenções de investimentos (108,2) e impactam positivamente o indicador geral, que saiu de 111,9, em julho, para 116,5 no corrente mês. 

“ Isso mostra que o empresário do Distrito Federal mantém os seu costumeiro otimismo e resiliência, acredita no seu negócio e na capacidade de consumo da família brasiliense, mas continua na expectativa de um cenário menos certo na condução da economia”, avalia o presidente do Sistema Fecomércio-DF, José Aparecido Freire.

Sobre a pesquisa: 

A pesquisa nacional de Índice de Confiança dos Empresários do Comércio do Distrito Federal (ICEC-DF) é um indicador antecedente do potencial das vendas do comércio, apurado mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Os resultados medem o grau de satisfação e insatisfação dos consumidores, em que o índice abaixo de 100 pontos indica percepção de insatisfação, enquanto em cima de 100 (com limite de 200 pontos) indica satisfação. A pesquisa contempla 18 mil questionários analisados mensalmente, com dados de consumidores coletados em todas Unidades Federais, compilados em sete indicadores: três sobre as condições atuais para Três meses à frente (perspectiva de consumo e perspectiva profissional), além da avaliação do acesso ao crédito e momento atual para aquisição de bens duráveis.

Fonte: Fecomércio DF

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui