Ministério Público investiga nepotismo em Novo Gama

Por Sandro Gianelli

Sede da Prefeitura de Novo Gama-GO / Reprodução da internet
Sede da Prefeitura de Novo Gama-GO / Reprodução da internet

Nepotismo

A promotora de Justiça Tarsila Costa Guimarães ingressou com ação civil pública contra a prefeita de Novo Gama, Sônia Chaves, outros três servidores e um ex-funcionário público. O Ministério Público entendeu que os servidores comissionados foram contratados em situação que configurou nepotismo.

Afastamento

Na ação, foi pedido liminarmente a suspensão imediata dos efeitos dos atos administrativos de nomeação desses servidores e o afastamento de todos os acionados de seus cargos até o final do processo, devendo também serem suspensos os pagamentos dos salários e vantagens aos servidores.

Interesses pessoais

De acordo com a promotora Tarsila Costa Guimarães “ao nomear pessoas de uma mesma família para cargos comissionados ou funções comissionadas, a prefeita aviltou a Constituição Federal, maculando a vontade popular dos que nela votaram, sobrepondo seus interesses pessoais sobre o interesse público, em total inversão dos valores constitucionais”.

 

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Portal Conectado ao Poder, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*

code