Ouvintes do Rota Atividade discutem estratégias contra o feminicídio

- Publicidade -

Da redação do Conectado ao Poder

O Programa Rota Atividade provocou reflexões profundas entre seus ouvintes ao abordar o tema crucial da conscientização e educação como medidas preventivas contra o feminicídio. Entre as ondas do rádio, surgiram opiniões diversificadas e contundentes.

José Henrique, motorista de aplicativo, comparou a conscientização à eficácia da lei de trânsito, enfatizando sua importância como ferramenta preventiva. “Eu acho que é igual a lei de trânsito. Se conscientizar, eu acho que funciona”, pontuou.

- Continua após a publicidade -

Por sua vez, Davidson trouxe à tona a necessidade de iniciar a conscientização desde cedo, dentro do ambiente familiar. “A gente sempre foi ensinado em casa e hoje em dia o negócio tá bagunçado”. Ele expressou preocupações sobre o papel da mídia, argumentando que, embora tenha o potencial de agregar, também pode influenciar negativamente os comportamentos sociais.

Uma participante, ao compartilhar uma experiência pessoal, ressaltou a importância de conscientizar tanto homens quanto mulheres. Ela destacou que a conscientização é fundamental para evitar futuros casos de feminicídio, observando que a responsabilidade recai sobre toda a sociedade. “Conscientizar a mulher, o homem para evitar outros feminicídios é sempre bom conscientizar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui