PCDF deflagra Operação Maracanaú

A Polícia Civil do Distrito Federal— PCDF, por meio da 17ª DP, deflagrou a Operação Maracanaú. A ação contou com o apoio operacional da Polícia Civil do Estado do Ceará— PCCE para cumprir três mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão expedidos contra integrantes de uma associação criminosa dedicada à prática de estelionatos.

As investigações tiveram início em janeiro deste ano, quando foram registradas ocorrências de estelionatos praticados contra moradores de Taguatinga, na modalidade do falso precatório, sendo possível identificar a autoria dos crimes.  

De acordo com as apurações, o grupo atuava por meio de aplicativos de mensagens, informando que os precatórios das vítimas haviam sido liberados e que elas deveriam entrar em contato com o escritório de advocacia para a liberação dos valores. “Quando a vítima retornava o contato, os criminosos confirmavam a liberação e redirecionavam o cliente para outro golpista, que se passava como funcionário do Tribunal de Justiça e solicitava pagamento de supostos impostos para liberação do precatório”, explica o delegado-chefe adjunto da 17ª DP, Thiago Boeing.

No decorrer da investigação, constatou-se que os envolvidos também atuavam no Estados de São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul com o mesmo modus operandi, porém, ainda, não foram contabilizadas todas as vítimas do grupo criminoso.

Ao final das apurações, os investigados poderão responder pelos crimes de estelionato, na modalidade de fraude eletrônica, além de associação criminosa. “Caso sejam condenados, poderão ficar mais de 20 anos na prisão”, finaliza o delegado.

Cumpridas as formalidades legais, os três presos, de 27,34 e 35 anos, serão recolhidos à carceragem da PCDF.

Fonte: PCDF

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui