Leila não se cala e elege “grande vergonha do futebol brasileiro

- Publicidade -



Leila Pereira.

Leila Pereira, durante coletiva no Palmeiras (Cesar Greco/Palmeiras)

Após John Textor pedir para Leila Pereira “abaixar as armas”, a presidente do Palmeiras não deixou barato. Em entrevista à CazéTV, o dono da SAF do Botafogo foi classificado como a principal vergonha do futebol brasileiro, tendo em vista o tumulto causado pela denúncia de manipulação de jogos em solo nacional.

- Publicidade -

Neste contexto, Leila reforçou que o Palmeiras acionou Textor na Justiça. Como nenhuma prova concreta veio à tona, a dirigente enxerga uma grande irresponsabilidade do empresário em alimentar mentiras.

“Esse senhor está falando essas barbaridades desde que fomos campeões do Brasileiro. O Palmeiras está processando o John Textor na esfera cível e pedimos instauração de inquérito policial. Ele tem que comprovar o que diz. Eu acho que o John Textor é a grande vergonha do futebol brasileiro porque é uma responsabilidade ímpar uma pessoa ficar fomentando mentiras.”, disse Leila.

“Ele tem que comprovar. Quem quer fazer uma denúncia séria não fica indo em podcast. Vai no Ministério Público, apresenta as provas! É de interesse de todos nós. Esse senhor é um fanfarrão. Se ele não provar, tem que ser punido de uma forma exemplar.”, completou.

Leila cobra banimento de John Textor

Por fim, Leila exigiu que a Justiça Desportiva do Brasil tenha rigor caso Textor seja punido. Alfinetando a base da acusação, que teve auxílio de inteligência artificial, a presidente do Palmeiras fez questão de repudiar o comportamento que, em sua percepção, apenas atrapalha os clubes brasileiros.

“Esse homem deveria ser banido do futebol brasileiro. Deveria dar menos valor à inteligência artificial e mais valor à inteligência emocional, que ele não tem absolutamente nenhuma. Quem tem que tomar as providências são as autoridades, a parte do Palmeiras já fizemos.”, concluiu.



Fonte: Torcedores

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui